Silvestre Foliage

Postagens

Vinho branco e seus beneficios

vinhobrancoVinhos fazem parte da história da humanidade. Segundo a Bíblia, os primeiros vinhedos conhecidos foram plantados pelo patriarca Noé e, depois, se espalharam por todo o mundo.
Consumido há pelo menos seis mil anos, os vinhos fazem parte da história da humanidade. Segundo a Bíblia, os primeiros vinhedos conhecidos foram plantados pelo patriarca Noé e, depois, se espalharam por todo o mundo. Entre os vários tipos conhecidos da bebida, o vinho branco é muito apreciado durante o verão, quando é consumido, preferencialmente, bem gelado e acompanhado de peixes e frutos do mar.
Vinho branco
Na fabricação do vinho branco, para evitar que a bebida fique escura, as cascas são retiradas antes do início do processo de fermentação das uvas. Atualmente, considerado uma das bebidas alcoólicas mais saudáveis, se consumido com moderação, o vinho oferece muitos benefícios ao corpo humano. Segundo as pesquisas mais recentes, os efeitos benéficos são equivalentes entre os vinhos brancos e tintos. A dose diária recomendada não pode ser superior a dois copos para os homens e um para as mulheres.
O vinho branco, apesar de calórico, contendo 69 Kcal para cada dose de 100 ml, contribui para o controle da hipertensão, diminui o risco de desenvolver cálculos renais, atua na prevenção da arteriosclerose, no controle do vírus da herpes, na melhoria do sistema digestivo, na qualidade do sono e na prevenção do acúmulo das placas de gorduras acumuladas nas artérias e vasos sanguíneos, entre muitos outros benefícios. Os polifenóis, entre eles a substância resveratrol, presente na casca e nas sementes da uva, têm ação antioxidante e atuam na eliminação dos radicais livres, contribuindo para o retardo do processo de envelhecimento das células, além de fazer do vinho branco uma bebida afrodisíaca.
Pesquisas indicam que o álcool, em conjunto com os polifenóis, presentes no vinho branco, oferecem muitos outros benefícios à saúde, entre eles, o aumento do colesterol bom (HDL) proporcionando, dessa forma, melhorias significativas na função cardiovascular, na prevenção das artrites, e nas mulheres, no combate ao desenvolvimento do câncer de mama e da osteoporose. Assim, apesar do vinho tinto possuir uma quantidade superior de polifenóis, o efeito da substância presente no vinho branco é superior, por isso o seu consumo é bastante benéfico ao corpo humano.
Moderação x benefícios
Como qualquer bebida alcoólica, apesar de todos os benefícios, o consumo de vinho branco deve ser moderado. Ainda assim, a ingestão de vinho branco não é recomendada para pessoas portadoras de doenças hepáticas, pancreatites, úlceras gástricas, diabetes ou que tenham necessidade de ingerir medicamentos controlados, pois podem agravar os sintomas apresentados por essas pessoas.
Enfim, o vinho branco, quando consumido nas doses recomendadas, principalmente se associado a hábitos de vida mais saudáveis, só oferece benefícios, pois, uma de suas substâncias, o resveratrol contribui para compensar os efeitos do sedentarismo, inclusive evitando o enfraquecimento dos ossos, especialmente no caso das mulheres. O consumo moderado do vinho branco atua no combate à formação de células gordurosas e diminuição dos níveis de açúcar no sangue, contribuindo, assim, para o controle da pressão arterial e para a perda saudável de peso corporal, além de melhorar a disposição para a prática de atividades físicas.
No entanto, é preciso se exercitar, pois não basta apenas tomar as doses diárias de vinho branco e esperar pelos resultados. As substâncias presentes no vinho branco contribuem para melhorar o funcionamento dos pulmões e, ainda, para a prevenção da diabetes tipo 2, ao proporcionar maior resistência à insulina. Recentemente pesquisadores concluíram que o consumo de vinho branco retarda o processo de degeneração da retina, contribuindo para mais qualidade e evitando riscos à visão.
Já os consumidores de vinho branco com mais idade, podem se beneficiar dos efeitos anti-inflamatórios dos vasos sanguíneos para retardar os efeitos relacionados à perda de memória. Mesmo com todos os benefícios já conhecidos, é preciso lembrar que o vinho branco não é remédio. Por isso, deve ser ingerido com moderação, pois o álcool em excesso pode oferecer muitos mais riscos à saúde que os muitos benefícios proporcionados pelo vinho branco, se consumido na quantidade recomendada, sempre associada a uma dieta equilibrada e um estilo de vida saudável.

Tagged

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: